Guia para quem quer abrir uma empresa e ser bem-sucedido

Abrir uma empresa é o sonho de diversos empreendedores no Brasil. No entanto, nem sempre ter uma boa ideia de negócio é suficiente para driblar os processos burocráticos exigidos pela legalização de qualquer empreendimento. Além dos custos, cálculos de finanças, marketing e demais etapas necessárias, abrir uma empresa também requer habilidades indispensáveis para o empreendedor.

Com certeza, este é um aprendizado de suma importância para quem deseja começar um investimento. Pensando nisso, detalharemos conteúdos fundamentais envolvendo assuntos, como o desenvolvimento de ideias, análises de mercado e plano de negócios.

Além disso, também apresentaremos novos modelos de empreendimentos para você que ainda não se decidiu pelo melhor investimento.

Acompanhe este post e confira cada tópico com atenção. Lembre-se que é seu investimento que estará em jogo, então, cada detalhe fará uma grande diferença durante sua carreira! 

Entendendo o perfil do empreendedor

Ninguém nasce um empreendedor. Este é um talento que é adquirido ao longo da carreira e, junto com ele, são absorvidas características determinantes, responsáveis por tornar qualquer profissional qualificado para o mundo dos negócios.

Entretanto, mesmo existindo a ligação entre os termos, ter um negócio próprio não significa se tornar um verdadeiro empreendedor. Este profissional qualificado, independentemente de ter uma empresa ou não, sempre terá em seu currículo habilidades que são determinantes, como a correta delegação de tarefas, a facilidade para fazer planejamentos e monitoramentos de processos, a eficiência para cobrar resultados, além de possuir objetivos claros durante cada processo.

Existem vários perfis de empreendedores que podem ser encontrados dentro das empresas, no entanto, apesar de desempenhar diferentes funções, um empreendedor possui o incansável desejo de implementar novos negócios ou ações, ainda que essas mudanças sejam arriscadas.

Além do conhecimento técnico sobre os processos existentes e as tendências que circulam no meio corporativo, um empreendedor com visão saberá que abrir uma empresa é um investimento que apenas trará bons resultados, caso seja uma ação bem planejada.

Por isso, obter conhecimentos específicos para tirar a ideia do papel é essencial para quem possui as habilidades de um empreendedor. Além disso, este profissional precisará ter sabedoria para atuar em diferentes áreas e desempenhar seu papel a favor da empresa que deseja abrir.

O sucesso de uma empresa está ligada ao desempenho de cada profissional, porém, adotar comportamentos promissores é o melhor caminho para quem deseja começar um novo investimento e encontrar o sucesso durante sua jornada.

Para entender com mais detalhes o perfil de um empreendedor, confira abaixo quais são as qualidades essenciais para sua carreira!

Ter iniciativa

A iniciativa é uma característica determinante, responsável por impulsionar os primeiros passos e incentivar a abertura de negócio próprio, ainda diante dos desafios existentes. Para empreender, é preciso ter proatividade para resolver todas as demandas que surgirem na rotina do negócio.

Saber planejar

Sem indicadores, é impossível tirar uma ideia do papel ou prosseguir para as próximas etapas. O planejamento é uma estratégia eficiente, por isso, precisa ser montado por alguém que entende do assunto e está disposto a colocar em prática todas as metas e todos os processos necessários.

Possuir autoconfiança

Ninguém vai acompanhar um empreendedor que não transmite confiança. Essa habilidade é indispensável para conquistar a credibilidade tão importante diante no mercado de trabalho. É necessário mostrar que todas as decisões são tomadas baseadas em dados concretos e números confiáveis.

Saber liderar

Ter noções de gestão e buscar conhecimento constantemente são objetivos que precisam ser claros para um empreendedor — sem eles, não existe a possibilidade de liderar uma equipe e muito menos uma empresa.

Ser perseverante

O fracasso é um degrau que faz parte da escada do sucesso, por isso, persistir diante dos erros é importante para quem deseja empreender, já que as falhas fazem parte da rotina de qualquer profissional.

Identificando a ideia do negócio

Boas ideias surgem a todo momento, porém, somente algumas conseguem se destacar. Por isso, o grande desafio dos empreendedores não é encontrar boas ideias, mas conseguir distinguir quais são viáveis para tornar um negócio lucrativo.

Somente em 2015, aproximadamente 1,9 milhão de empresas foram abertas no Brasil, atingindo um crescimento de 5,3% em comparação aos anos anteriores, de acordo com dados do Serasa Experian. O que esses números mostram é um mercado sufocado por boas ideias, ainda que nem todas possam ser suficientes para garantir sua permanência no mercado.

Em suma, criar uma ideia se tornou fácil. O grande desafio para os empreendedores é ter condições de amadurecê-la, testá-la e validá-la por meio de um estudo de mercado realista. Vale lembrar que ideias precisam surgir para atender necessidades de um público específico, sendo necessário definir um plano de negócios eficiente, capaz de te dizer quais são os prós e os contras da sua invenção.

Para isso, selecionamos alguns pontos que você precisa levar em consideração após identificar sua ideia de negócio. Leia com atenção!

Definir a missão da sua empresa

A sua ideia precisa estar relacionada com os objetivos do seu negócio, de modo que ela apresente um diferencial em comparação aos outros concorrentes.

Saber qual necessidade sua ideia pretende satisfazer

Reflita sobre qual problema sua ideia pretende solucionar, já que sua função será atender clientes, então, é melhor identificar essas informações antes de “tirar a ideia do papel”.

Identificar o público que sua ideia pretende atender 

Não serão todas as pessoas que se beneficiarão da sua ideia. Desse modo, limite quem serão seus consumidores alvo. Para isso, você pode montar personas, ou seja, personagens semifictícios a fim de saber exatamente com quem dialogar.

Confirmar quem mais oferece o produto ou serviço que deseja implantar

Analise seus concorrentes e o mercado de atuação. Veja quem são eles e quais são seus diferencias. Após isso, o seu papel será criar estratégias que os superem.

Descobrir como sua ideia pode ser lucrativa

Sua ideia precisa oferecer uma projeção de lucros, contudo, essa fase não será destinada a fazer cálculos, mas, sim, ter estimativas se realmente o investimento é uma boa escolha.

Fazendo uma análise de mercado

Após conhecer qual é o perfil de um empreendedor de sucesso e estruturar sua ideia de negócio, chegou o momento de analisar as condições existentes no mercado. Fazer uma análise é de suma importância para compreender o que realmente os seus clientes desejam e como você vai oferecer isso a eles.

Por meio deste conhecimento que vai obter analisando o mercado, ainda será possível compreender como seu produto ou serviço será recebido pelos consumidores e, até mesmo, pelos seus concorrentes.

Para evitar que sua empresa enfrente situações de risco, faça uma investigação detalhada sobre o mercado em que pretende atuar. Descubra com mais profundidade as preferências dos consumidores, os comportamentos de compra, a participação dos concorrentes, como eles suprem as necessidades dos clientes, entre outros detalhes importantes relacionados à precificação de produtos, ao atendimento e ao marketing, por exemplo.

A grande sacada é ter uma análise de mercado que informe seu nível diante dos concorrentes e das necessidades dos seus clientes. Claro que fazer essa investigação é um grande desafio e nem sempre é possível saber por onde começar, por isso, separamos alguns possíveis caminhos que você pode trilhar para fazer sua análise de mercado. Veja com atenção!

Pesquisar as tendências

Pesquisar as tendências ou fazer benchmarking pode ser uma solução interessante para você verificar as informações presentes no mercado. Sobre isso, pesquise todo o conteúdo disponível na internet e fique de olho em eventos e em encontros que discutam sobre o assunto pretendido.

Entenda o Mercado de Decoração de Ambientes

Questionar sobre seu investimento

Pergunte-se sempre se a sua empresa vai ser relevante no futuro, se o que os clientes desejam você poderá oferecer e como superar todas as expectativas. Essas perguntas são preventivas e podem solucionar problemas antes que eles aconteçam.

Reunir uma equipe qualificada

Você não precisa analisar o mercado sozinho. Você pode contar com a ajuda de profissionais experientes e qualificados em diferentes áreas. Dessa forma, será possível obter diferentes apontamentos e caminhos a seguir.

Fazer testes ou protótipos

Para avaliar se um produto atenderá as necessidades previstas, faça protótipos a fim de testar a reação dos seus consumidores e efetivar os devidos ajustes, caso seja necessário.

Desenvolvendo um plano de negócios

O plano de negócios é uma ferramenta indispensável para quem deseja abrir uma empresa. Sem um plano eficiente, vários obstáculos e situações imprevisíveis podem surgir pelo caminho comprometendo o resultado final.

Assim como um roteiro, um plano de ação tem a função de estruturar seu negócio, do ponto de vista que fique claro quais serão os caminhos a serem traçados pelo empreendedor.

Por essa razão, se você deseja se organizar melhor e conseguir driblar os desafios do mercado, veja passo a passo de como criar seu plano de negócios!

Coletar informações da sua empresa

Antes de abrir uma empresa é preciso determinar qual será seu público-alvo, os produtos que serão oferecidos, o capital para investimento, entre outras informações. Além disso, esse é o melhor momento para determinar qual será a missão e os valores que seu negócio vai incorporar.

Fazer uma análise de mercado

Fazer pesquisas no mercado será fundamental em qualquer etapa da sua empresa, sendo importante guardar todos os resultados coletados, já que serão úteis para seus futuros negócios.

Criar um plano operacional

Vamos falar de um assunto que será essencial para o funcionamento da sua empresa: a estrutura física. Sobre esse assunto, é válido considerar o total de colaboradores que formarão sua equipe, o número de atendimentos que pretende realizar semanalmente, além dos aparelhos e todo suporte necessário para atender os clientes com comodidade e modernidade.

Fazer uma estratégia de marketing

Qualquer empresa necessita de divulgação para ser conhecida no mercado. Desse modo, considere pensar em quais ações poderão ser realizadas para fazer propagandas e tornar sua empresa referência para atrair novos clientes e investidores.

Realizar o planejamento financeiro

Quanto será necessário para pagar as despesas da sua empresa? Você apenas saberá essa resposta se colocar todas os gastos na ponta do lápis. Lembre-se que planejar suas finanças é uma decisão determinante, pois somente dessa maneira saberá suas projeções de lucros e o capital disponível para tal investimento.

Analisando suas finanças

Assim como citamos no plano de negócios, analisar as finanças será um momento que se repetirá por várias vezes na rotina de quem deseja abrir uma empresa. Infelizmente, ter uma boa ideia não é suficiente quando não existe um capital adequado para colocá-la em prática.

Diante da importância do dinheiro para construir tal investimento, esta análise se faz necessária para compreender até que ponto sua empresa poderá prosperar.

Um empreendedor não precisa analisar as finanças baseando-se apenas em gastos operacionais, relacionados à infraestrutura e aos equipamentos de trabalho. Em suma, esta é apenas uma parcela de todo montante, por isso, para que você conheça melhor quais serão seus gastos, confira os principais custos referentes à abertura de um negócio.

Regime Tributário

Cada cidade trabalha com taxas diferentes relacionadas ao regime tributário. Além dos gastos com DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais) e DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e Junta Comercial, sua empresa terá que escolher o regime tributário mais adequado para o pagamento de impostos.

Você pode optar pelo Simples Nacional, pelo Lucro Real ou pelo Lucro Presumido. Cada um desses sistemas oferece uma modalidade diferente, sendo viável consultar um escritório de contabilidade a fim de calcular os custos certos.

Investimento Fixo

Nesta modalidade, estarão inclusa todas as despesas relacionadas a estrutura, veículos, equipamentos, entre outros custos que não podem ser deixados de fora. Faça orçamentos de cada elemento e lembre-se de reservar uma quantia de emergência para imprevistos.

Capital de giro

Sua empresa precisará de um capital de giro que será responsável pela operação da sua organização. Em outras palavras, necessitará de uma quantia para comprar materiais, formar um estoque, pagar os funcionários, além das contas fixas e variáveis.

Investindo em marketing e em comunicação

Com a internet, as ações de marketing ganharam uma nova ótica para os empreendedores. Diante desta necessidade, investir em publicidade se tornou uma estratégia de sobrevivência em meio a um mercado altamente competitivo, praticada principalmente por organizações que reconhecem a importância de estarem próximas dos clientes por meio de um relacionamento duradouro.

De modo geral, o marketing possui a função de apresentar a empresa para o mercado, assim como abrir novas oportunidades e criar ações que sejam responsáveis por se comunicarem com o meio externo, como clientes, fornecedores etc.

Recomenda-se não misturar as finanças destinadas às ações de marketing com outras despesas. Para evitar este erro e fazer um planejamento financeiro assertivo para as campanhas publicitárias, será necessário estipular um valor fixo de todo orçamento, de modo que ele não seja alterado em momentos de crises ou pequenas instabilidades. Seguindo esta sugestão, o marketing terá o devido valor e poderá contribuir ainda mais, caso seja bem executado.

Conhecendo outros modelos de negócio

Conhecer outros modelos de negócios pode ser bastante atrativo para diversos empreendimentos. Através de um novo modelo será possível conhecer novos conceitos de negócios, maneiras diferentes de gerar valores aos clientes, novas estruturas, e estratégias.

Abrir uma empresa não está limitada aos modelos tradicionais encontrados no mercado, além deles, também existem outras possibilidades que podem ser atraentes para cada perfil empreendedor

Uma startup, por exemplo, é um modelo de negócio inovador, que visa desenvolver projetos escaláveis em meio a um mercado altamente incerto, através de custos baixos de manutenção. Por outro lado, uma startup consegue obter lucros cada vez maiores em relação ao seu tempo de mercado. Assim como uma startup, um novo modelo de negócios precisa ser dinâmico e não estático, de forma que tenha todos os itens indispensáveis para seu correto funcionamento.

Além de uma startup, o mercado também oferece outras possibilidades para quem deseja empreender e alcançar o sucesso nos negócios. Atualmente, o Brasil oferece várias oportunidades para investir em inovação, com o novo comportamento dos consumidores ficou mais fácil decifrar as necessidades que precisam ser atendidas e determinar modelos de negócios que atendam o público específico. 

Diversas empresas estão atuando por meio de sites de compras coletivas, como o Peixe Urbano, e adquirindo lucros cada vez maiores como retorno. Criados nos Estados Unidos, este modelo de negócios tornou-se referência para outros empreendedores dispostos a desenvolveram projetos similares. 

Outra empresa que inovou em seu modelo de negócios foi a EasyTaxi. Através de um simples aplicativo, esta empresa desenvolveu uma nova maneira das pessoas encontrarem um táxi, um problema muito comum enfrentando principalmente nas grandes cidades. Ao solucionar este problema, a EasyTaxi já conquistou a preferência do seu público revolucionando o setor taxista.

Como percebeu, quando o assunto é abrir uma empresa, o mercado pode oferecer diferentes opções por meio de modelos de negócios diferenciados. Devido as constantes mudanças que a sociedade enfrenta, é possível encontrar empreendimentos inovadoras e interessantes para qualquer projeto, basta encontrar o seguimento mais apropriado para seus interesses profissionais.

Quer aprofundar seus conhecimentos? Veja como montar um modelo de negócios confiável!

Segmentar seus clientes

Sem clientes, nenhuma empresa pode sobreviver, por isso, uma organização precisa saber segmentá-los para compreender suas reais necessidades. Neste aspecto, esta segmentação pode ser realizada levando em consideração as seguintes sugestões: mercado de massa, segmentado, nicho, diversificado e multilateral.

Criar uma proposta de valor

Como mencionado, os clientes necessitam de produtos e de serviços que atendam suas necessidades, sendo fundamental a criação de valor para este público específico. Vale lembrar que essas experiências podem ser proporcionadas de forma inovadora.

Escolher os canais

A comunicação sempre será a chave do sucesso de um modelo de negócios. Por meio dele, será possível estreitar o relacionamento com o cliente e distribuir os produtos e serviços em torno de canais, como web, lojas e indiretos.

Definir o modelo de relacionamento com o cliente

Sua organização precisa definir como será o relacionamento com seus clientes, desde a relação pessoal até a automatização deles.

Priorizar os recursos principais

Nesta etapa, é recomendado que tudo que favoreça a evolução do modelo de negócio seja considerado primordial, tais como os recursos: físicos, humanos, intelectuais e financeiros.

Definir as atividades chave

Neste momento, as atividades que serão necessárias para realizar o modelo de negócio precisam ser definidas, estipulando como serão os processos de produção, resolução de problemas, redes e plataformas.

Pensar sobre as parcerias

Crie vínculos com fornecedores e investidores, pois as parcerias são úteis para otimizar os gastos, adquirir novos recursos e diminuir as despesas.

Estruturar os custos

Quanto seu modelo de negócios vai custar? Calcule todas as despesas envolvendo os itens citados acima, mas não se esqueça que todos eles são indispensáveis.

Compreendendo a rede de franquias

Se você está procurando um outro modelo de negócios rentável que inclua novas parcerias, a opção de rede de franquias pode ser uma solução inteligente. Franquias fazem parte de uma modalidade de negócios que também está destinada a distribuir produtos e serviços por meio de contratos entre franqueado e franqueador.

Para compreender essas mudanças, é válido considerar primeiramente o aumento do poder aquisitivo, além do interesse do pequenos e grandes empreendedores em se arriscarem em diferentes nichos do mercado. Devido ao aumento desta demanda, pode-se afirmar que as vantagens em abrir uma rede de franquias são muitas. 

Participar de um sistema de franquias permite que sua empresa tenha o direito de utilizar a marca de outra, assim como comercializar os seus produtos e serviços de forma livre. Outro benefício da franquia está ligado a própria expectativa do consumidor, já que poderá usufruir do mesmo modelo de negócio através dos seus franqueados disponíveis. 

Está disposto a investir em uma franquia? Então ainda precisamos ressaltar que aderir a este modelo de negócios requer trabalhar com uma marca que já foi testada e reproduzida, o que reduz todos os riscos de quem abrirá um negócio próprio. Por outro lado, o empreendedor ainda terá toda a responsabilidade de entregar os resultados satisfatórios e também seguir um padrão já consolidado pelo franqueador.

No post de hoje, você descobriu os principais passos para abrir uma empresa e se tornar não somente um empreendedor, mas também um profissional de sucesso durante toda carreira. Além disso, você aprendeu estratégias importantes e novos modelos de negócios que poderá incorporar em sua jornada.

Ficou com alguma dúvida sobre o conteúdo que preparamos especialmente para você? Basta deixar seu comentário que retornaremos em breve para continuar te ajudando a montar seu negócio próprio!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"