As lições que todo empreendedor de sucesso deve aprender. Conheça!

Empreender é uma atitude que muitas pessoas têm tomado na atualidade, a fim de conquistar espaço em uma atividade que gostam de desempenhar e com a ideia de abrir um negócio próprio. Por meio de empreendimentos, buscam aumentar sua renda mensal, acumular algum dinheiro para o futuro e realizar sonhos.

Na verdade, alguns já nascem com um verdadeiro “espírito empreendedor” e estão dispostos a encarar desafios e a usar a criatividade para ingressarem no mundo agitado dos negócios.

Seja como for, vale a pena aprender algumas lições para se tornar um empreendedor de sucesso e que poderão te ajudar nessa jornada!

Aprender sempre

A primeira lição é nunca cansar de aprender. Essa é, na verdade, uma regra geral. Em qualquer área que você atue, existe a necessidade de sempre aperfeiçoar-se, de manter-se atualizado e em harmonia com as tendências.

O mundo dos negócios é o mais dinâmico de todos, envolvendo mudanças a passos rápidos, oscilações, momentos de crise e fartura. Quanto mais você puder aprender, melhor. E o aprendizado se dá tanto por meio de leituras, de estudos e cursos como pela prática, pelo dia a dia, pela observação detalhada do mercado, da concorrência e da economia.

Esteja sempre disposto a aprender. Assim, terá dado o mais importante passo na conquista do sucesso.

Manter o foco

Manter o foco significa manter um alvo e visar atingi-lo. Na verdade, um mesmo empreendedor pode ter diferentes objetivos, mas todos constituem o seu foco.

Para entender, de forma simples e prática, o sentido de manter o foco, imagine um arqueiro em um campeonato de flechas. Ele deve manter sua atenção e concentração no ponto marcado na árvore e esforçar-se para acertá-lo. Se ele atira a flecha olhando para os lados, dificilmente terá sucesso.

Mantenha sua visão direcionada para os objetivos de seu negócio. Dispersão não combina com o bom empreendedor.

Estar preparado

O que significa estar preparado? Significa ter algum conhecimento anterior, um estudo prévio, ter se planejado de alguma forma para a atividade comercial.

O empreendedor precisa se preparar para o mundo dos negócios, estudando, fazendo cursos superiores na área (Administração de Empresas, Contabilidade, Matemática, Direito e assim por diante), acompanhando o mercado e as novidades do comércio, as tecnologias que estão sendo utilizadas, as necessidades e preferências do público consumidor.

Estudo, pesquisas e análises fazem parte do processo de aprendizagem e preparação.

Gerenciar as finanças

O empreendedor deve saber calcular, fazer contas, avaliar ganhos e perdas. Acima de tudo, ele deve saber o valor do dinheiro. Empreender não significa somente multiplicar dinheiro (como muitos desejam), mas somar (operação que permite o enriquecimento de forma mais lenta), subtrair e até dividir.

O empreendedor precisa saber poupar e fazer projeções, visando o amanhã. Agindo assim, ele estará mais apto a enfrentar e superar crises financeiras e a manter sempre uma reserva de dinheiro para garantir que seu negócio contará com capital de giro para se manter ao longo do tempo.

Buscar recursos

O empreendedor deve buscar recursos para fazer sua empresa crescer. Alguns podem pensar imediatamente em empréstimos bancários, que nem sempre são a melhor alternativa. Existem financiamentos do governo que poderão ser mais flexíveis e dão uma boa ajuda para o crescimento do negócio.

Lembre-se de que os recursos poderão vir em outra forma que não dinheiro em espécie: podem ser descontos, bônus, isenções e meios facilitadores para que você tenha acessos a privilégios sem precisar gastar muito.

Mantenha contatos com investidores para aumentar a chance de receber recursos em momento oportuno. Muito se fala, na atualidade, sobre os investidores anjos, que investem dinheiro no negócio sem uma participação relevante nas ações, mas sempre atuando como orientadores. O investidor anjo não ajuda apenas com dinheiro, mas com uma maior integração entre a empresa e o mundo dos negócios, aumentando sua rede de relacionamentos.  As empresas iniciantes costumam se beneficiar com a ajuda dos investidores anjos.

Outra forma de obter recursos é por meio dos fundos de capital de risco, através dos quais investidores compram um percentual em ações da empresa visando receber, em um determinado prazo, um retorno compensador. Geralmente, esses investimentos acontecem em empresas que já apresentam um potencial elevado de valorização.

Ter estratégias bem orientadas

O empreendedor precisa traçar boas estratégias para alcançar o que deseja. Elas são fundamentais para qualquer empreendimento, evitando que o gestor fique “dando tiros no escuro”. Os riscos de fechar as portas é inerente a qualquer empresa, principalmente nos dias de hoje, quando até as organizações mais antigas e solidificadas enfrentam crises e passam por dificuldades para manter-se no mercado.

A competitividade alta é um grande desafio, em especial para os empreendedores que estão começando. O cenário econômico nacional não se apresenta muito promissor (pelos menos, de um ponto de vista geral).

Perdas sempre existirão – não há como fugir delas. As estratégias aparecem como um recurso para minimizar os efeitos dessas perdas e reduzir os riscos a que todo empreendimento está sujeito.

Para elaborar boas estratégias, é preciso avaliar o comércio, as possibilidades de arriscar ou não uma ideia, as estratégias de outras empresas; é necessário mensurar os resultados para ter uma noção exata da eficiência ou não de determinados projetos.

Entender a importância do marketing

Você precisa ser persuasivo tanto para atrair o consumidor como para atrair investidores. O discurso precisa ser bem elaborado e os meios de divulgação também influem bastante.

O marketing digital é, atualmente, uma ferramenta poderosa para a publicidade de diversas empresas. Nesse sentido, usam-se as redes sociais, os blogs, os sites, as plataformas, os fóruns, os e-mails e os aplicativos. É preciso trabalhar o conteúdo, que pode ser composto por textos, imagens, áudios e vídeos.

Trabalhar mais as vendas para ser um empreendedor de sucesso

É preciso vender para sobreviver e crescer. Para conseguir captar e fidelizar clientes, o marketing é uma excelente ferramenta. Mas ainda é preciso conhecer a fundo o consumidor para oferecer aquilo que ele realmente deseja, sejam produtos, serviços, atendimento, formas de pagamento ou preços.

Oferecer produtos de qualidade e gerenciar continuamente o relacionamento com o cliente são formas de favorecer as vendas em sua empresa. O relacionamento com o consumidor começa antes de ele ter efetuado sua primeira compra e mantém-se por toda a vida da empresa. O acompanhamento pós-venda, que muitos esquecem, é fundamental para a fidelização do cliente.

Boas vendas estão muito relacionadas a preços mais competitivos e a um bom atendimento. Seja cuidadoso quanto a esses dois pontos e seja um empreendedor de sucesso! E se você quiser receber mais dicas e informações sobre negócios, assine a nossa newsletter.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"